Terça-feira, 6 de Maio de 2008

De como o tempo passa

Dali - Persistência da memória

Imagem: Salvador Dali

 

Já passou algum tempo desde o último post. “Já não escreves há tanto tempo!” – comenta quem que conhece. Mas ao mesmo tempo, parece-me que o tempo não passou.

 

É estranha esta noção de tempo. O como ele passa tão depressa quando tudo o que queremos é que demore a passar. E como passa tão lentamente quando desesperamos para que passe depressa.

 

É ridícula a importância que damos ao tempo e o tempo que perdemos a fazê-lo.

 

E o maior erro? É adiar seja o que for para quando tivermos mais tempo!

 

A verdade é que amanhã não vamos ter mais tempo do que aquele que temos hoje. A verdade é que o tempo é uma pedra preciosa e mais precioso ainda é o que fazemos dele.

 

O tempo é valioso demais para que se anseie que passe mais depressa e é um desperdício de tempo lamentar o tempo que passou.

 

O tempo que conta e o que importa é o hoje e o agora, por isso, aproveita, vive e saboreia o tempo que tens…

 

“O Tempo pergunta ao Tempo quanto tempo o Tempo tem e o Tempo responde ao Tempo que o Tempo tem tanto tempo quanto tempo o Tempo tem.”

Book Girl Book Girl às 16:04

| comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 1 de Janeiro de 2008

Feliz 2008!

Foto: Davebluedevil

  

Conforme diz o velho ditado: “Ano Novo, Vida Nova!”

 

O novo ano chega sempre carregado de boas intenções e resoluções que planeamos pôr em prática logo no dia 2 de Janeiro. Sim, porque o dia 1 é para curar a ressaca e acabar com as sobras da festa.

 

Para não fugir à regra, também eu tenho uma lista de objectivos a cumprir neste ano acabado de nascer. As minhas determinações são muitas e variadas: umas mais ousadas e elaboradas, outras mais simples, tais como cumprir um mínimo aceitável de idas ao ginásio; dar, finalmente, aquela grande volta ao roupeiro e tirar de lá uma pilha de roupa que nunca se veste mas que, não sei bem porquê, insistimos em guardar.

 

É pena que, para a grande maioria de nós, as resoluções de Ano Novo não se prolonguem muito além do mês de Março. Nessa altura começamos a sonhar com as férias, depois das férias é um saltinho até ao Natal, uma época propícia a excessos, e então damos connosco a jurar que “para o ano é que é!”

 

Da minha parte, espero conseguir levar a bom porto pelo menos alguns dos objectivos traçados.

 

É preciso não esquecer que um ano passa num repente e que afinal já não falta assim tanto para estarmos a festejar a entrada de 2009.

 

Para já, desejo um bom ano de 2008 a todos. Auguro um ano afortunado com bons ventos de mudança. Que estes ventos conduzam os nossos sonhos para que eles se realizem.

Book Girl Book Girl às 22:53

| comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 25 de Dezembro de 2007

Porque hoje é Natal

Foto: Originalsteve

 

Porque hoje é Natal,

Desejo que nenhuma menina ou menino passe fome.

 

Porque hoje é Natal,

Desejo que todos os velhinhos encontrem um porto de abrigo.

 

Porque hoje é Natal,

Desejo que nenhum animal seja maltratado.

 

Porque hoje é Natal,

Desejo que nenhuma bala seja disparada.

 

Porque hoje é Natal,

Desejo que sangue algum seja derramado.

 

Porque hoje é Natal,

Desejo que ninguém tenha frio.

 

Porque hoje é Natal,

Desejo que todas as crianças possam sorrir.

 

Porque hoje é Natal,

Desejo que as famílias se reúnam.

 

Porque hoje é Natal,

Desejo que saibamos perdoar.

 

Porque hoje é Natal,

Desejo que todos possamos ouvir dizer: “gosto de ti”.

 

E se não for pedir demais

Nesta época especial,

Desejo que todos os dias

Possamos sentir que é Natal!

Book Girl Book Girl às 23:58

| comentar | ver comentários (2) | favorito
Domingo, 2 de Dezembro de 2007

Parabéns avó!

Foto: Book Girl

  

Parabéns avó!

Porque hoje é um dia especial, porque hoje é o teu dia!

Parabéns pelos teus belos 83 anos. Parabéns por uma vida de experiências e vivências.

Book Girl Book Girl às 00:45

| comentar | favorito
Sábado, 1 de Dezembro de 2007

Senhor Doutor

Foto: http://dotecome.blogspot.com

 

Nós por cá temos muito a mania das grandezas. Talvez por sermos um pequeno país, com gente de pequena estatura, mas que gosta de se dar a grandes ares.

 

Acontece que hoje em dia toda a gente é doutor. Ou isso ou engenheiro. O que importa é que não falte o título antes do respectivo nome.

 

Quatro anos de ensino superior, que agora se reduzem a três com a reforma de Bolonha, é quanto basta para fazer de qualquer um doutor.

 

É pena que tanta reverência não resulte em maior produtividade. Muito pelo contrário! Todo o tempo que se perde com tratamentos reverenciais só resulta em mais burocracia e num maior afastamento das relações humanas.

 

Acho particular piada quando não se sabe se determinada pessoa concluiu, ou não, os estudos superiores. Na dúvida o melhor é pôr-lhe o título, não se vá ferir alguma susceptibilidade. Ridículo!

 

Só me pergunto o seguinte: com tantos doutores em Portugal porque é que a nossa saúde anda tão mal?

Book Girl Book Girl às 15:02

| comentar | favorito

Encosta-te a mim

Jorge Palma.jpg

Foto: Rita Carmo (pormenor)

 

Dizem que ele anda na moda. Provavelmente têm razão, mas é pena.

 

É de lamentar que os bons músicos portugueses tenham de se submeter às modas e vender-se ao populismo, nomeadamente, através das novelas de um certo canal de televisão.

 

A verdade é que a boa música é sempre boa música e um bom artista é sempre um bom artista. É de lamentar que tenham de andar ao sabor das modas que vêm e vão.

 

Parabéns ao Jorge e ao excelente concerto no Coliseu de Lisboa! Quem lá esteve partilha, certamente, da minha opinião. Foi um espectáculo para não esquecer, onde pudemos conhecer o novo álbum e recordar os velhos êxitos, durante mais de duas horas.

 

Parabéns, também, aos Demitidos. São uma banda excelente!

 

Acima de tudo, parabéns à boa música portuguesa!

Book Girl Book Girl às 13:41

| comentar | favorito
Quinta-feira, 15 de Novembro de 2007

O primeiro dia...

 

 

Hoje é o primeiro dia do resto da minha vida…

 

Agradeço a todos os que me acompanharam nesta caminhada e que sempre me apoiaram acreditando, por vezes mais do que eu própria, nas minhas capacidades.

 

Agradeço aos meus amigos, em especial à Andrea, que percorreu comigo os mesmos trilhos e que nas horas de aflição me estendeu sempre uma mão amiga.

 

Agradeço à minha família. Aos meus avós que, apesar de alheados de todo o conteúdo, nunca deixaram de mostrar o seu interesse. Aos meus pais, pela paciência e pelo apoio constante, ao Nuno e à minha irmã, por todo o incentivo e ajuda técnica, ao João por ser uma fonte de inspiração.

 

Agradeço especialmente ao Telmo. Obrigada pela paciência, pela dedicação e pelo apoio que sempre demonstraste, por teres estado sempre presente, por nunca me teres permitido desistir e por teres sempre acreditado que eu era capaz.

 

A todos vós dedico o dia de hoje. Este dia, o primeiro do resto da minha vida, só é possível graças a vocês, por isso, mais uma vez vos digo,

 

Obrigada!

Book Girl Book Girl às 16:38

| comentar | ver comentários (8) | favorito

pensamento do dia

Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

o que que procuras?

 

estórias soltas

De como o tempo passa

Feliz 2008!

Porque hoje é Natal

Parabéns avó!

Senhor Doutor

Encosta-te a mim

O primeiro dia...

baús de estórias

Maio 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

leitores na Biblioteca

online

leitor número...


Created by Crazyprofile.com
blogs SAPO